tipos de diabetes

Conheça os tipos de diabetes e seus tratamentos

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), atualmente existem 13 milhões de brasileiros vivendo com os diferentes tipos da doença. Isso representa cerca de 7% da população do país. Essa estatística mostra a gravidade da condição. Por isso, é necessário que todos conheçam mais sobre o diabetes, suas causas, sintomas e tratamentos. Então, para saber tudo isso, leia o texto até o final.

O que é o diabetes?

É uma doença crônica na qual o organismo é incapaz de produzir ou produz de forma deficiente a insulina. A insulina é um hormônio responsável por controlar a quantidade de açúcar no sangue, que funciona como fonte de energia para o corpo. Em um paciente de diabetes, o nível de glicose não é controlado, ficando elevado e causando a hipoglicemia. Quando essa condição permanece por muito tempo, alguns órgãos, vasos sanguíneos e nervos podem sofrer danos.

Quais são os tipos de diabetes existentes?

Existem diversos tipos de diabetes e que se manifestam de diferentes formas. Conheça mais sobre eles:

Diabetes tipo 1

Esse tipo de diabetes representa cerca de 10% dos casos da doença no Brasil. Além de ser crônica é hereditária e aparece com mais frequência durante a infância e a adolescência, mas pode ser diagnosticada em adultos. É uma condição autoimune, pois o pâncreas deixa de produzir a quantidade de insulina suficiente e suas células se autodestroem.  O tratamento para o diabetes tipo 1 consiste no uso diário de injeções de insulina para que o nível de glicose seja controlado. Além disso, o paciente precisa manter um estilo de vida saudável, com uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos.

Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 surge quando o organismo não consegue utilizar adequadamente a insulina produzida pelo pâncreas ou quando a quantidade fabricada não é suficiente para controlar a taxa de glicemia. Esse tipo de diabetes ocorre porque o corpo desenvolveu uma resistência a insulina ou porque não consegue secretá-la corretamente. Geralmente, essas condições são causadas por uma má alimentação, com excesso de refrigerantes, açúcares, carboidratos e industrializados. O tratamento do diabetes tipo 2 é baseado na alimentação saudável, prática de atividades físicas, emagrecimento, uso dos medicamentos prescritos, monitoramento contínuo dos níveis de glicose no sangue e acompanhamento médico para avaliar o controle da doença. Em alguns casos, apenas a mudança no estilo de vida é suficiente para controlar a doença.

Diabetes gestacional

Em função da gestação, a mulher passa por alterações hormonais que favorecem o desenvolvimento do bebê. A placenta provoca uma redução no poder de ação da insulina e, para compensar isso, o organismo aumenta a produção dessa substância. Porém, nem todas as mulheres têm essa ação compensatória do organismo, fazendo com que o açúcar se acumule no sangue, causando o diabetes gestacional. Se o bebê é exposto ao excesso de glicose ainda no ambiente intrauterino, pode nascer com diabetes e o parto pode acabar sendo traumático.  O tratamento do diabetes gestacional também consiste na manutenção de uma dieta saudável e, se autorizado pelo obstetra, a prática de atividade física. Em alguns casos, a gestante pode precisar injetar insulina para equilibrar a sua produção e aliviar o pâncreas.

Pré-diabetes

O termo pré-diabetes é utilizado quando a taxa de glicose no sangue está mais elevada do que o normal, mas não o suficiente para confirmar o diagnóstico de diabetes tipo 2. Essa é a única etapa em que a doença pode ser revertida ou retardada. Para isso, o paciente precisa mudar seu estilo de vida. A partir da prática regular de exercícios físicos e da adoção de uma dieta balanceada e saudável, é possível evitar que o estágio pré-diabetes se transforme, de fato, na doença. Esses são os tipos de diabetes existentes e as formas de tratamentos mais eficazes. Quer saber mais? Clique no banner!
Endocrinologista e Metabologista em São PauloPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp